Afinal, quais os reais benefícios do BPM?

Webinar da Paralelo CS

 

Assista:
Afinal, quais os reais benefícios do BPM?

09/02/2017 16:00 BRST

 

Entenda os benefícios e como o BPM ajuda empresas a se tornaram mais eficientes em sua gestão.

Neste webinar abordaremos casos de sucessos de empresas que implementaram o Business Process Management e tornaram-se muito mais dinâmicas, competitivas, enxutas e com processos otimizados. Assista agora gratuitamente.

 

Apresentado por:
Fernando Veroneze

Aguarde...

Afinal, quais os reais benefícios do BPM?

 

Recentemente o BPM (Business Process Management) passou a se tornar mais presente nas agendas das empresas e das instituições de ensino, mas ainda falta de clareza sobre o tema. Executivos, gestores e pesquisadores vêm discutindo frequentemente sobre BPM e a respeito das variações, ou seja, BPMN, BPMS, BPA, BPMO e os seus reais benefícios.

Neste webinar iremos clarear e desmistificar o BPM, bem como, as vertentes dele originadas. Traremos também a discussão da aplicação do BPM e exemplos baseados em cases. Desta forma, o webinar ficará dividido da seguinte forma:

 

  • Visão geral do BPM.


  • Aplicação do BPM e suas variações (BPMN, BPMS, BPA, fluxograma).


  • O uso do BPM para o desdobramento do planejamento estratégico.


  • Exemplos de cases de projetos de BPM.



  •  




 

Fernando Veroneze

Fernando Veroneze

Graduado em sistemas de informação na Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduado em gestão de negócios e projetos na FIA/USP, mestrando em administração – internacionalização e estratégia na FEI com extensão em project management na University of California, Berkeley.

Atua como consultor na área de gestão de projetos de melhoria e implementação de processos com sistemas de BPM, e também, projetos de reestruturação organizacional, sendo que em parte dos projetos atuou como gerente de projetos e parte como especialista em processos.

Com 14 anos de experiência em projetos de TI e BPM, atuou em projetos nacionais e multinacionais nas empresas: AXA Insurance, Itaú Soluções Previdenciárias, Generali Seguros, IPEN – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, Marítima e Yasuda Seguros, Instituto Ayrton Senna, Michelin, King Star, American Life, IBRATI – Instituto Brasileiro de TI, entre outras.

 


 

BPM, Workflow e fluxograma, qual a relação entre eles?

 

O fluxograma é a representação gráfica de um processo ou um fluxo de trabalho. Geralmente ele é apresentado por figuras geométricas unido por setas que representam a ordem do fluxo. O objetivo do fluxograma é apresentar de forma rápida e descomplicada o fluxo que as informações devem seguir e as ações sequenciais que devem ser realizadas.

O fluxograma é apenas um desenho, uma conotação artística de um fluxo de processo ou fluxograma de processos. O ato de identificar e desenhar esse fluxo também é conhecido como mapeamento de processos.

A palavra mapeamento de processos começou a se tornar mais popular quando introduzimos tecnologia ao tema. Ao se desenvolver uma tecnologia que interpretasse todo esse trabalho de mapeamento de processos e automatizasse as atividades, ela foi denominada de Workflow.

Então o workflow é um tipo de tecnologia que interpreta e automatiza o fluxo de atividades de um processo. Com a ferramenta de workflow, é possível coordenar a execução de um processo de negócio através da execução ordenada de tarefas.

Além de automatizar o fluxo de processo, o workflow também é capaz de entender as regras de negócios que foram levantadas no mapeamento de processos. Dessa forma o workflow pode decidir quando a etapa foi concluída com sucesso, quando o próximo passo deve começar e qual o caminho que deve ser seguido baseado nas regras definidas.

 

E o BPM (Business Process Management), onde entra nessa história?

 

Podemos dizer que o bpm é a unificação e evolução do fluxograma, mapeamento de processos e workflow.

O BPM (Business Process Management), segundo a definição do BPM CBOK, é “uma abordagem disciplinada para identificar, desenhar, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio automatizados ou não para alcançar os resultados pretendidos consistentes e alinhados com as metas estratégicas de uma organização“.

Podemos identificar de imediato que o BPM é muito mais abrangente. BPM é uma filosofia, um conjunto de boas práticas de gestão que busca transformar empresas com melhoria da gestão através de automatização e otimização de processos

BPM

O BPM não só olha para o mapeamento do processo, fluxo, regras de negócios e o automatiza. Ele também inclui todas as demais dimensões necessárias para garantir uma melhor gestão da empresa. Ele garante por exemplo, um controle eficiente dos documentos da empresa, me refiro a todo tipo de documento, desde contratos, faturas, comprovantes e qualquer outra forma de documento.

Em um curto prazo, o BPM pode ajudar empresas a serem mais eficientes e mais competitivas. Outros diversos benefícios associados ao BPM:

 

  • Ter maior transparência em seus processos


  • Maior controle administrativo.


  • Redução de custos



  •  
  • Automação de processos


  • Geração de evidências (confirmação de etapas concluídas)


  • Rastreabilidade

Afinal, quais os reais benefícios do BPM?