Toda empresa quer alavancar negócios, aumentar a competitividade e, por consequência, ganhar lucratividade e rentabilidade. Para isso, o primeiro passo é ter um planejamento estratégico definido, afinal, é preciso estabelecer a direção que a empresa deve seguir.

Conforme falamos neste artigo, é o planejamento estratégico que direciona o negócio para que ações futuras sejam planejadas. O objetivo de tudo é um só: posicionar a empresa maximizando seus pontos fortes, minimizando ameaças e explorando oportunidades de sucesso.

E como saber se a organização está caminhando no rumo certo? Como saber se cada área está ajudando a empresa a cumprir com o planejado? Você sabe que no mundo corporativo tudo baseia-se em dados, portanto, números são essenciais para tomadas de decisão.

Quando tratamos de métricas de negócios é impossível não citarmos os Indicadores de Desempenho (em inglês Key Performance Indicators, os KPI’s). Recentemente falamos sobre a importância dos Indicadores para a área de RH. Por eles serem essenciais para toda empresa, resolvemos abordá-los de uma maneira mais geral.

 

O que são Indicadores de Desempenho?

Indicadores de Desempenho são métricas que mostram como uma empresa está efetivamente alcançando os objetivos organizacionais definidos no planejamento estratégico. KPI’s são utilizados em vários níveis da estrutura organizacional para avaliar o sucesso de um negócio em alcançar metas. Isso significa que podem ser utilizados para mensurar tanto o desempenho geral da empresa quanto de cada departamento (como vendas, marketing, financeiro, RH, entre outros).

Portanto, é importante lembrar que Indicadores de Desempenho auxiliam gestores a avaliarem a eficácia de funções e processos importantes para atingir os objetivos organizacionais. Para isso, eles possuem algumas características, como:

  • Devem estar relacionados com os objetivos da empresa,

  • Devem ser relevantes para toda a estrutura organizacional,

  • Devem ser mensuráveis,

  • Devem ser fáceis de entender,

  • Devem conduzir a melhorias contínuas e

  • Não devem ser medidos em moedas (por exemplo, expressos em real).

São diversos os benefícios que a empresa percebe ao utilizar os Indicadores de Desempenho. Citamos alguns:

  • Oferecem resultados quantificáveis,

  • Oferecem incentivos individuais de desempenho,

  • Melhoram o orçamento,

  • Aumentam a eficiência,

  • Alinham as metas,

  • Aperfeiçoam o desempenho,

  • Melhoram a tomada de decisão e

  • Impulsionam as vendas.

 

Exemplos de KPIs

Existem muitos Indicadores de Desempenho. De modo geral, as informações que eles apresentam podem ser distribuídas nas categorias abaixo:

  • Indicadores de produtividade: indicam a relação do uso dos recursos da empresa e suas entregas (pode ser produtividade hora/colaborador, hora/máquina etc.).

  • Indicadores de qualidade: auxiliam na compreensão de desvios ou não conformidades ocorridas durante o processo produtivo.

  • Indicadores de capacidade: mensuram a capacidade de resposta de um processo (por exemplo: quantos produtos uma máquina produz em um determinado tempo).

  • Indicadores estratégicos: fornecem um comparativo de como a empresa está com relação aos seus objetivos estratégicos.

Como exemplos podemos citar: Indicadores Financeiros, Indicadores de Qualidade, Indicadores de Valor, Indicadores de Rentabilidade, Indicadores de Produtividade e Indicadores de Eficiência.

Caso você queira mais exemplos de Indicadores de Desempenho, temos dois artigos que poderão ajudá-lo: Indicadores de Desempenho para RH: como os KPIs podem ajudar o Recursos Humanos? e 3 KPIs essenciais para a gestão financeira.

 

Dicas para implantação de Indicadores de Desempenho

Implementar KPI’s envolve alguns desafios, mas não é uma tarefa impossível. O primeiro passo é ter gestores trabalhando juntos para propor medidas e estabelecer um plano de ação. Algumas dicas incluem:

  1. Analise como está a estratégia da sua empresa. Os objetivos são claros? Quais são as metas da organização?

  2. Defina as atividades que devem ser realizadas para que objetivos sejam cumpridos. Importante estabelecer atividades de curto, médio e longo prazo.

  3. Após definidas as atividades, selecione aquelas que têm maior impacto em cada um dos objetivos. Uma dica é utilizar o princípio de Pareto (20% das atividades são responsáveis por 80% dos resultados).

  4. Defina pessoas responsáveis por cada atividade.

  5. Defina quais indicadores serão utilizados para mensurar as atividades.

 

Por fim, não esqueça do monitoramento!

Após ter Indicadores de Desempenho implementados na sua empresa, não esqueça que eles devem ser sempre avaliados e monitorados. Para isso, nossa sugestão é utilizar uma plataforma que permita mensurar os KPI’s de forma rápida, segura e assertiva. Caso precise uma ajuda nesse sentido, o Business Intelligence da Qlik poderá auxiliar sua empresa.


Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Fique à vontade para contar sua opinião e compartilhar conosco sua experiência com os Indicadores de Desempenho.