Nesses últimos tempos, é notório a evolução das responsabilidades do CFO. O CFO, hoje em dia, deixou de ser aquele responsável pela estratégia financeira da empresa e se tornou um grande aliado e também responsável por outros resultados como vendas, satisfação do cliente e até recursos humanos, pois no final, tudo se cruza, relaciona e vá de encontro com a saúde financeira da empresa.

 

Com esse pensamento, as responsabilidades do CFO vêm em constante evolução, demandando um número cada vez maior de informações, métricas e KPI.

 

Apenas 6% dos CFOs se dizem satisfeitos com sua visibilidade

Segundo pesquisa realizada pela Delloite com a participação de CFOs de organizações americanas com média maior a de US $ 5 bilhões em receita anual. Mais de um quinto dos CFOs (21%) citou a necessidade de melhor visibilidade em rentabilidade ao nível da empresa, enquanto 27% e 29% disseram ser necessário ter maior visibilidade.

 

Além disso, 43% dos CFOs indicaram que precisam de melhor visibilidade em rentabilidade, e 41% estavam insatisfeitos com a sua visibilidade no nível de produto e serviço. Cinquenta por cento dos CFOs indicaram que precisam de melhor visibilidade sobre a rentabilidade no nível do cliente, e 6% classificaram sua visibilidade como "muito bom".

 

"Visibilidade em rentabilidade é um elemento crucial na orientação das empresas à medida que tomar decisões importantes sobre a sua estratégia, operações e as prioridades de investimento", observa Sanford Cockrell III, sócio-gerente nacional, Deloitte LLP e líder do Programa de CFO. "No entanto, nossos resultados sugerem que a análise de rentabilidade é um desafio até mesmo nos níveis mais altos", diz Cockrell. "Por exemplo, quando CFOs foram convidados a avaliar a sua capacidade de alocar os custos e avaliar a rentabilidade, um percentual significativo de executivos, indicou que a sua visibilidade em rentabilidade precisa melhorar", acrescenta.

 

Alguns desses KPIs são tão importantes e necessários que o CFO precisa manter seus olhos atentos sobre eles, garantindo assim a saúde financeira e o futuro da empresa. E não estamos falando somente de indicadores financeiros.



 

3 principais dashboards e KPIs para o CFO acompanhar

 

Dashboard 1 do CFO: Custos

Talvez a prioridade número um do CFO é controlar os custos da empresa. Fazer um acompanhamento de perto entre realizado vs planejado, ver por categoria de despesas, por departamento e outros, possibilitará, rapidamente, identificar grandes flutuações e variações, positivas e negativas, enquanto ainda há margens para mudanças.

 

KPIs relevantes ao dashboard do CFO:

 

1. KPI de variação dos custos realizado vs budget

2. KPI de alterações nos custos referente a recursos

3. KPI de alterações nos custos referente a materiais

 

O CFO precisa obter respostas a essas perguntas:

 

1. Os custos estão de acordo com o budget do ano?

2. Os custos vem aumentando e as receitas também ou só estão aumentando?

3. Nosso programa de redução de custos está funcionando?

 

Dashboard 2 do CFO: Progresso das receitas e margens de lucro

Olhar somente para os custos e não olhar para receitas e margens de lucro é um erro que não pode acontecer. O CFOprecisa compreender a sinergia dessas grandezas, a trajetória desses KPIs e coordenar a estratégia para se manter no trilho ao longo do trimestre e do ano.

 

Talvez ter um controle mais diário sobre esses KPIs podem parecer e ser um exagero, mas ter a possibilidade e a informação de realizar esse controle, poderá ajudar a pegar desvios antes que a situação fique fora do controle.

 

KPIs relevantes ao dashboard do CFO:

 

1. KPI de progresso feito sobre as metas de receitas.

2. Qualquer regressão entre receitas vs a meta de receitas

3. KPI de variações da margem de lucro por fonte de receita

 

O CFO precisa obter respostas a essas perguntas:

 

1. Atingi meu ponto de equilíbrio do mês?

2. As minhas margens de lucro estão apertadas?

3. Quais fontes de receitas geram melhores margens na minha empresa?

 

Este último é importante - uma melhor compreensão dos seus dados através dos KPIs permite identificar oportunidades e pontos fracos. Ao levantar essas informações, você pode capturar um potencial importante de receitas, vazamentos de margem e cortar pela raiz.

 

Não espere até o final do mês - ou pior, final do trimestre - para perceber que você não está atingindo suas metas de receitas. Manter um olhar mais atento sobre esses números, identificar o que está funcionando e minimizar os danos do que não funciona é essencial para a longevidade da empresa.

 

Olhar com mais detalhes sobre a receita e ir mais fundo, trará outros entendimentos e variações importantes na estratégia da empresa, por isso se torna imprescindível o próximo dashboard.

 

Dashboard 3 do CFO: KPI dos produtos e serviços

Entender o desempenho de sua linha de produto e/ou serviços é vital para a saúde financeira do negócio. Assim como identificar padrões de vendas, como sazonalidade de um produto, regiões de maior ou menor penetração e entre outros KPIs que poderão te dar maior compreensão sobre qual o caminho a seguir no seu planejamento estratégico.

 

KPIs relevantes ao dashboard do CFO:

 

1. KPI de taxas de sucesso e número de vendas de cada produto

2. Ticket médio

3. KPI de Principais vendas (alto valor agregado) de Produtos ou serviços.

4. KPI de Produtos mais vendidos

 

O CFO precisa obter respostas a essas perguntas:

 

1. Quais os serviços têm taxas de sucesso acima da média?

2. Que estratégias são utilizadas no produtos e serviços com alto índice de sucesso? Podem estas estratégias serem implementadas a outros produtos ou serviços?

3. Como você pode melhorar as taxas de sucesso de vendas em seus produtos ou serviços?

4. Qual é o “carro chefe” da minha empresa? As margens dele estão de acordo?

5. Minha política de desconto está prejudicando minhas margens?



 

Cruzar os KPIs é a chave para ter as respostas

Note que muitas das perguntas que precisam ser respondidas levam em consideração a análise de diversos KPIs em conjunto, muitos deles cruzados. Enxergar a relação de um KPI com o outro, encontrar padrões e impactos é o que vai responder às perguntas.

 

O CFO tem a árdua responsabilidade de olhar para todas essas variações e possibilidades dentro da empresa, sendo ela uma organização multinacional com áreas de negócios geograficamente espalhadas ao redor do globo, ou não.

 

O fato é que a quantidade de dados que ele precisa transformar em informações e conhecimento são enormes. Ter esses dados em uma única plataforma de inteligência como o Qlik Sense é o que vai trazer a capacidade de responder corretamente às perguntas.

 

Qlik Sense como plataforma de BI

Qlik Sense possui uma alta tecnologia de associação de dados totalmente inovadora. Essa tecnologia permite saber além das respostas certas. A associação de dados do Qlik Sense te mostra o que está associado a uma pergunta, te mostra o que possui associação, mas não foi listado e também o que não está associado.

 

Isso quer dizer que, se sua pergunta for: “Quais produtos estão com a margem acima de 20% em São Paulo”. O Qlik Senselistará todos os produtos nessas características e também indicará outros estados que possuem produtos com margem acima de 20% e informará os estados que não há produtos com margem acima de 20%.

 

Essa é uma visão completa que o CFO precisa ao analisar seus indicadores que somente a Qlik pode oferecer.

 

Considere o Qlik Sense como ferramenta de Business Intelligence, seja mais estratégico na sua gestão empresarial e financeira, tenha visibilidade e tome as decisões certas em sua organização.